A 1ª MOSTRA REGIONAL DE EXPERIÊNCIAS EXITOSAS da II Regional de Saúde ocorrerá, no próximo dia 13 de dezembro, em Limoeiro-PE. O objetivo da mostra é apresentar as experiências e projetos integrados das ações desenvolvidas pelas secretarias municipais da II Região de Saúde e terá a composição de cinco eixos temáticos, com a apresentação das experiências que contribuíram para melhoria do Sistema Único de Saúde (SUS), qualificando os serviços e a gestão da II Região de Saúde. 

O evento contará com palestras direcionadas aos profissionais, residentes e estudantes dos 20 municípios da II Região de Saúde e com apresentação de experiências no formato de pôster que serão avaliadas por uma equipe de avaliadores. 

Os trabalhos deverão revelar práticas de gestão ou do cuidado em saúde que efetivem os princípios norteadores do SUS. As experiências desenvolvidas devem descrever as ações integradas entre o período de janeiro de 2017 a novembro de 2019, envolvendo atividades desde o planejamento até a implementação da ação. Do conjunto de trabalhos inscritos, serão expostos em pôster os 50 trabalhos melhores avaliados por membros da comissão avaliadora.


A diretora-geral da Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE), Célia Borges, participou, nos dias 05 e 06 de novembro, em Brasília, do I Encontro Nacional – Perspectivas de Apoio Institucional às Escolas de Saúde Pública, promovido pela DEGES/SGTES/MS, em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisa em Saúde Coletiva (CEPESC), do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/UERJ) e com o apoio da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). 

O encontro tem como objetivo promover o desenvolvimento de ações, fundamentadas nos pressupostos do apoio institucional em saúde, para o fortalecimento da atuação das Escolas de Saúde Pública do País, com a finalidade de alcançar uma formação em saúde mais coerente e adequada aos complexos desafios e necessidades atualmente exigidos pelo SUS. 

Participaram do evento dirigentes das 19 Escolas de Saúde Pública integrantes do projeto, representantes do DEGES/SGTES/MS e equipe de apoio do CEPESC/IMS/UERJ.

A ESPPE promoveu, no dia 29 de outubro, no auditório da escola, um alinhamento pedagógico para os tutores do Curso de Aperfeiçoamento em Ações Estratégicas para Profissionais dos Programas Academia das Cidades e Academia da Saúde de Pernambuco (PACID/PAS) que acompanham os discentes e fazem a mediação de aprendizagem.


A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco torna público que será realizado, através do Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (IAUPE), o PROCESSO SELETIVO PARA OS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DE SAÚDE vinculados à COREMU da Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco, COREMU da Universidade de Pernambuco, COREMU da Universidade Federal de Pernambuco e COREMU do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira, COREMU da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Jaboatão dos Guararapes e desenvolvidos nas Instituições de Saúde que ofertam residências em Área Profissional de Saúde no Estado de Pernambuco, para o ano de 2020, de acordo com as normas e resoluções da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional e Área Profissional da Saúde – CNRMS/MEC e da Secretaria Estadual de Saúde/PE.

Confira o edital: http://www.upenet.com.br/


Durante os dias 23 e 24 de outubro, ocorreu a II Turma do DPE ITINERANTE no município de Surubim.

O Curso DPE ITINERANTE - Caminhos da formação, é destinado aos profissionais de saúde que atuem na Atenção Primária a Saúde, prioritariamente como formador de Educação Permanente em Saúde voltado a qualificação do processo de trabalho com vista a consolidação da equidade do SUS.


Docentes do Curso de Especialização em Saúde Pública da ESPPE participaram, no dia 23 de agosto, no auditório da escola, de um alinhamento pedagógico para o desenvolvimento do IV módulo da formação. 



Equipe técnica da ESPPE, formada pela coordenadora de Ações Educacionais, Neusa Buarque, coordenadora pedagógica, Ávila Menezes, e as supervisoras do CTVS, Kate de Souza e Paula de Freitas, esteve presente nos municípios de Ouricuri (IX GERES) e Petrolina (VIII GERES), nos dias 17 e 18 de outubro, respectivamente, para desenvolver atividades nas regiões. 

Em Ouricuri, a equipe realizou um alinhamento pedagógico para o desenvolvimento da docência de disciplinas do Curso Técnico em Vigilância em Saúde (CTVS) e participou de uma reunião com a gerente da IX GERES, Joelma Rodriges, com objetivo de identificar as vigilâncias que existem na sede da própria GERES. 

Em Petrolina, a equipe técnica da ESPPE se reuniu com os alunos do CTVS para discutir sobre as últimas etapas do curso, as aulas teóricas e práticas e os estágios supervisionados obrigatórios.


Seguindo o cronograma de planejamento integrado das áreas, a Diretoria de Políticas Estratégicas (DPE) da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), contando com o apoio técnico pedagógico da Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE), iniciou, nesta segunda-feira (14.10), o DPE Itinerante - Caminhos de Formação, projeto que busca fomentar a mudança no processo de trabalho das equipes que atuam na atenção primária dos municípios pernambucanos. 

A primeira região a ser contemplada com a iniciativa é a II Gerência Regional de Saúde (Geres). Até esta terça-feira (15.10), a capacitação ocorrerá no município de Limoeiro, sede da II Geres. Nos dias 23.10 e 24.10, a formação acontecerá em Surubim. Fechando a rodada de treinamentos na II GERES, o município de Carpina receberá, nos dias 29.10 e 30.10, o DPE Itinerante. A expectativa é capacitar cerca de 300 trabalhadores da região. 

Neste primeiro momento, a formação permanente em saúde abordará o tema “As Subjetividades na Gestação”, com tópicos relevantes sobre o primeiro eixo do cuidado da Saúde da Criança e do Adolescente: o pré-natal. “O objetivo principal é discutir as mudanças que devem ser implementadas na assistência à saúde no processo de pré-natal, visando a qualificação do trabalho desenvolvido pelas equipes da atenção primária. A formação é baseada numa metodologia ativa de ensino, com discussões em grupo, explanação de casos biopsicossociais e dinâmicas interativas com as equipes”, pontua a diretora-geral de Políticas Estratégicas da SES-PE, Mayra Ramos. 

As cinco linhas de cuidado no âmbito da Saúde da Criança e do Adolescente são: pré-natal, parto e nascimento, puericultura, pré-escolar e escolar, adolescência. Vale destacar que todas as Regiões de Saúde serão beneficiadas com o DPE Itinerante. “Todas as Gerências receberão as formações continuadas sobre as linhas de cuidados integrais, que não serão trabalhadas, também, de forma isolada. A ideia é decidir, ao longo das discussões, como se dará a continuidade do projeto”, reforça. 

Realizada no período de dois dias para cada turma, a formação, somadas a atividades de dispersão, tem carga horária de 20h. A certificação do curso será emitida pela Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE). No público-alvo dos treinamentos estão os profissionais das Equipes de Saúde da Família (Médicos, Enfermeiros e Técnicos/Auxiliares de enfermagem, Agentes Comunitários de Saúde, Cirurgiões Dentistas e Técnicos/Auxiliares em Saúde Bucal); profissionais das Equipes de Saúde da Família no Sistema Prisional (EAPB); profissionais do Núcleo de Atenção à Saúde da Família (Nasf); profissionais da Academia da Saúde; profissionais do Canto Mãe Coruja e coordenadores de Atenção à Saúde e/ou Atenção Básica dos municípios. 

O curso é resultado dos três encontros estratégicos de planejamento em saúde realizados no primeiro semestre de 2019, realizados pela Diretoria de Políticas Estratégicas em parceria com a Superintendência de Atenção Primária à Saúde, o Programa Mãe Coruja Pernambucana e a Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde (SEVS). As atividades visam, principalmente, estimular a reflexão sobre a construção integrada do planejamento, culminando na elaboração de um Plano Integrado para este ano.


A Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE) participou, nos dias 02 e 03 de outubro, em Brasília, da 1ª Oficina Nacional de Fortalecimento das Escolas Estaduais de Saúde Pública (EESP). Estiveram presentes, representando a ESPPE, a diretora-geral, Célia Borges, o gerente da escola, Bruno de Macedo, a coordenadora de Educação Permanente, Emmanuelly Lemos, e a coordenadora de Ações Educacionais, Neuza Buarque. A diretora-geral de Educação em Saúde (DGES/SES-PE), Juliana Siqueira, também participou do evento, que foi organizado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) por meio da sua Câmera Técnica de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde. 

A oficina teve como objetivo fortalecer as EESP, tendo em vista que são importantes instrumentos para a implementação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS). O encontro contou com a participação de representantes dos 25 estados e do Distrito Federal. A iniciativa faz parte de uma das etapas do projeto denominado Apoio ao Fortalecimento e Ampliação das Escolas Estaduais de Saúde Pública, conduzido pelo CONASS em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde. O projeto tem o propósito de articular e apoiar as Secretarias Estaduais de Saúde no âmbito do SUS, bem como de promover a disseminação da informação, produção e difusão do conhecimento, inovação e incentivo à troca de experiências no tema da formação em Saúde.