Especialização em Saúde Pública - 8º Módulo

Por 2.6.17




O Curso de Especialização em Saúde Pública, promovido pela Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE), realizado nos municípios de Garanhuns (Turma Agreste) e Serra Talhada (Turma Sertão), concluiu o 8º Módulo no mês de maio e, assim, encerrou o Eixo II.

O objetivo deste eixo foi analisar e intervir nos problemas de saúde. Para isso, os gestores-discentes refletiram sobre a construção das intervenções que vem planejando e implementando nos seus locais de trabalho ao longo do curso.

O primeiro conteúdo abordado foi Planejamento e Intervenção em Saúde, transversal na matriz curricular do curso, sendo conduzido pelas docentes Marcela Maciel (Turma Agreste) e Emmanuelly Lemos (Turma Sertão), e se consolidará com a apresentação dos Projetos de Intervenção e, a partir de eventuais resultados, nos trabalhos de conclusão.

O segundo momento do encontro foi dedicado à discussão do papel da Formação em Saúde na Construção do SUS e da Educação Permanente em Saúde, partindo da apresentação de diversos conceitos e práticas da interface Saúde-Educação que frequente e equivocadamente são tratadas como sinônimos: educação em saúde, educação na saúde, educação permanente, educação profissional, educação popular, educação continuada, capacitação e qualificação profissional.

Muito além de um jogo de palavras, cada denominação representa correntes teóricas distintas que percebem os trabalhadores de diferentes maneiras: de meros recursos substituíveis a protagonistas na construção do cuidado e do Sistema Único de Saúde. Tal momento foi conduzido pelos professores Lívia Milena (Turma Agreste) e Gustavo Dantas (Turma Sertão), que, orientados pelo Quadrilátero da Formação para a Área da Saúde (Ensino, Gestão, Atenção e Controle Social), caminharam no sentido da construção de estratégias e políticas de fortalecimento dos processos de trabalho em saúde e pelas ações e estratégias à formação de trabalhadores do e para o SUS.

Você pode gostar também

0 comentários