ESPPE conclui cinco turmas da Formação em Saúde Mental

Por 24.4.18



A Formação em Saúde Mental – Crack, Álcool e outras Drogas, promovida pela Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE), em parceria com o Projeto Itinerários do Saber, e o apoio da Secretaria de Saúde do Recife, concluiu, nesta quinta-feira (19.04), cinco turmas que foram ofertadas para 200 trabalhadores(as) do Sistema Único de Saúde (SUS) que atuam na cidade do Recife.

Voltado para Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Técnicas(os) de Enfermagem, a formação tem como objetivo contribuir na atuação desses profissionais como agentes de mudança de práticas de cuidado em saúde mental das pessoas que fazem uso de crack, álcool e outras drogas, na perspectiva da redução de danos.

“O curso mudou o nosso olhar, passamos a ter mais atenção na escuta e acolhimento, melhorando o cuidado com os usuários. No posto de saúde, se chegar um usuário alcoolista, por exemplo, ele será bem recebido. Antes costumavam mandá-lo embora”, comentou a ACS Silvia Rejane Cruz da Silva.

A ACS, Jaciana Maria de Lima Ribeiro, sempre teve dificuldade em lidar com usuários(as) de drogas. O curso foi uma oportunidade para desenvolver a prática do cuidado de maneira mais eficiente. “A formação me ajudou a quebrar alguns preconceitos que tinha em relação a essas pessoas. Hoje, eu posso dizer que consegui mudar a forma de cuidar dos usuários de drogas”, destacou.

A Formação em Saúde Mental – Crack, Álcool e outras Drogas integram um dos quatro eixos temáticos do Projeto Itinerários do Saber, que é de iniciativa do Ministério da Saúde, e conta com a parceria do Instituto de Comunicação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (ICICT/Fiocruz), sendo realizada pelas Escolas Técnicas do SUS e Escolas de Saúde Pública em todo Brasil

Você pode gostar também

0 comentários